LABORATÓRIO CRIATIVO | OFICINA DE ESCRITA
CAE – Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz

9 de março | 10h30-12h30 | 14h30-16h30

O LABORATÓRIO CRIATIVO é um projeto que quer criar espaço e tempo para a experimentação, criatividade e partilha nas áreas nas áreas do cinema, literatura, música, teatro e artes plásticas, em parceria com entidades, autores e artistas com trabalho proeminente em cada uma destas áreas.

Nos meses de março e abril trabalhamos em conjunto com a Bruaá Editora.

Começamos dia 9 de março com a OFICINA DE ESCRITA, a partir da obra “Coisas que Acontecem“, Prémio Branquinho da Fonseca 2017 Fundação Calouste Gulbenkian/ Expresso, dinamizada pela autora, Inês Barata Raposo, licenciada em Ciências da Comunicação, com uma pós-graduação em Artes da Escrita e mestrado em Edição de Texto.

Às 10h00 decorrerá a sessão de apresentação da obra, seguida da oficina entre as 10h30-12h30 e 14h30-16h30.
A participação na oficina tem o valor de 4,00 euros e de 2,00 euros para os jovens entre os 14 e os 18 anos.

Inscrições e mais informações através do telefone 233 407 200 ou do e-mail bilheteira@cae.pt


Aos sábados, sempre às 16h45, reunimo-nos à volta de um punhado de histórias na livraria do Convento São Francisco, em Coimbra.
Apareçam e tragam um amigo também. Entrada livre!

Era não era
no tempo da era
seis caracóis
numa panela
Eu a mexer
e tu a lamber
O caldo que ficar
é pró primeiro que falar.


Have you ever spent your last coins on an ice cream and he fell to the ground? Have you been offered a gift you already had and you couldn’t say anything? Have you ever shared secrets with a best friend and then discovered that he was no longer your best friend? “Misery” is a hilarious compendium of misfortunes in which both kids and adults will see themselves reflected, situations that remind us of the difficult art of being a child, so often disguised by the romanticized vision of childhood, that miserable and delirious sweet fiction created by adults who don’t realize just how miserable children can feel.


“Dizem que os adolescentes não sabem nada sobre a vida. Por isso, nos casos raros em que sei alguma coisa, faço questão de não dizer a ninguém. Há certos perigos em partilhar pensamentos profundos quando se tem uma colónia de acne acampada na testa – não é por acaso que vos estou a falar em regime de anonimato.”
Coisas que acontecem, o primeiro livro de Inês Barata Raposo, e também o primeiro título da colecção juvenil da Bruaá Editora, é uma história sobre amizade e o fim da amizade na adolescência. Uma obra que o júri do Prémio Branquinho da Fonseca premiou pela sua destreza narrativa, plasticidade da linguagem e por uma inusitada capacidade de usar a ironia e um aprofundado sentido de humor para aludir a alguns dos temas centrais da vida de uma adolescente.

 


Já não falta tudo para partilhar convosco o primeiro livro da colecção juvenil da Bruaá, que não podia começar de melhor forma. Até breve.





A singularly funny book, from a singularly writer, where every page starts with the word “Supposing”, sending us into a wide-range of scenarios filled with impossibility and sillyness. We all know that there are lots of things we’re not supposed to do. Of course. But can we help ourselves not to think about them? Here’s a collection of the most eccentric possibilities that will surely springboard every reader’s imagination: “Supposing I could be any size I wanted to be…” ; “Supposing I collected old hair from a barber shop and sent it in parcels to people I didn’t like…” ; “Supposing a funny old fortune teller told me I was going on a journey and just to bamboozle her I stayed home for the rest of my life…”.
Supposing you read “Supposing… and you laugh so hard that you can’t stop for the rest of your life.


A crazy mixed-up day : Thirty brainteasers“ is one of the almost ninety broadcasts for chidren that Walter Benjamin, one of the most influential of 20th-century thinkers, wrote and delivered over German radio from 1927 to early 1933.
After the original edition in Portuguese, illustrated by Monteiro, it has now travelled to Poland and South Korea. Find more about this book here.


Once upon a time a stranger arrives at a place where the king and his people lived in great peace. He doesn’t look like them. In fact, this stranger is so big and the people so small, that neither can communicate and the uneasiness and hatred that the most harmless of outsiders can engender start a well known chain of events : guards, clueless politicians, the threat of military force. “The Stranger”, again relevant today, is a small story filled with big themes that celebrates in a hopeful way the victory of acceptation and empathy over ignorance and prejudice.





Para além da loja virtual, recordamos que também nos podem visitar na nossa loja do CAE – Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz. Neste espaço, para além dos nossos livros, também encontram uma cuidada selecção de editoras nacionais e internacionais, assim como outras surpresas, tanto para adultos como crianças. Por isso, se passarem pela mítica Praia da Claridade nestas férias, visitem-nos. Se já cá estão, até já.

Horário: Segunda a Sexta-feira: 15-19h | Sábado: 10-13h + 15-19h — em Figueira da Foz.






If apples had teeth what would happen? They would bite back, of course! And if pickles were tickled? They would never be sour. If you open this book, you will also find out what would happen if turtles were chickens, if mushrooms had hair, and many other IF’s. Published for the first time in 1960,  this was Shirley and Milton Glaser’s first children’s book together and is now recovered by Bruaá in an edition that will be published not only in Portugal, but also in Spain, France, Italy, U.S.A and China.


18 de janeiro + 15 de fevereiro na Biblioteca Municipal de Santo Tirso.

“Entrei numa livraria. Pus-me a contar os livros que há para ler e os anos que terei de vida. Não chegam! Não duro nem para metade da livraria! Deve haver certamente outras maneiras de uma pessoa se salvar, senão… estou perdido.”
José de Almada Negreiros, in A Invenção do Dia Claro

Provocados pelas palavras de Almada Negreiros, propõe-se neste encontro uma conversa em torno da edição para a infância, e não só, em Portugal e no mundo. Com recurso a exemplos práticos, e às vivências e experiências de cada um dos participantes, vamos procurar chegar a uma definição de literatura infanto-juvenil e analisar a oferta existente no mercado actual, onde coabitam boas práticas com estereótipos e equívocos recorrentes na produção para a infância. Com estes e outros tópicos de discussão, é nosso objectivo reunir um conjunto de ferramentas pronto a usar na hora de escolher entre os tais “tantos livros” que estão hoje à nossa disposição.


Represented and distributed in Portugal by Bruaá, Redstone Press are the publishers of surprising books and games. From Soviet graphic arts to psychological tests to their iconic diary with a different theme each year- each subject is explored in an original and imaginative way. We hope you enjoy looking around! Visit the Redstone Press page.


Here are the most recent foreign editions of our books: A Casa que Voou in Korean, A Rainhas das Rãs in Chinese and Tu Vês o que eu vejo? in Italian. Ten more in preparation. Stay tuned.